Ratificando o momento de investir

Por Lilian Sartorio

Com mais de 22 anos de experiência no mercado imobiliário através da Beto Imóveis, Luiz Alberto Bertagnoli ratifica que este é o momento de investir em imóveis antes da recuperação do mercado. Ele acredita o próprio ciclo dos imóveis, atrelado ao aumento da confiança dos investidores e compradores após as eleições municipais e mudanças no cenário político macro são os responsáveis pela elevação dos valores. Ele acredita que até o fim do primeiro semestre de 2017 os preços já devem sofrer correção para cima.

Qual é a sua opinião sobre a fase do recesso no ciclo dos imóveis?
Certamente estamos no final do ciclo da queda dos preços dos imóveis e no início da correção dos mesmos. Os valores já atingiram os valores mínimos possíveis e acredito que antes do final deste semestre haverá aumento exponencial. Quem deseja investir no mercado com preços facilitados e condições de pagamento favoráveis deve aproveitar esta época, principalmente no que se trata de imóvel residencial.

Especialmente em nossa região, como avalia este início de ano em relação ao mercado imobiliário?

Passamos por um período intenso de crise no ano passado, os telefones da imobiliária simplesmente passaram dias sem tocar. Em 2017, no entanto, com menos de dois meses completos já percebemos uma nítida diferença. Penso que a mudança do cenário político, principalmente nas cidades que elegeram candidatos que nunca haviam participado da vida pública, resultou em certo ânimo ao consumidor, que voltou a especular e a investir em imóveis de diversas categorias. Essa confiança garante não só um avanço para o mercado imobiliário, mas para a sociedade como um todo. A construção civil é a área que mais emprega pessoas e precisamos deste movimento de investimento para garantir empregos registrados, salários dignos para que todos tenham a oportunidade de ter a sua residência própria.

Tivemos um período de grande visibilidade dos empreendimentos verticais. Acredita que os investimentos este modelo de imóvel tendem a crescer?
O período de verticalização é muito importante para as cidades e garante que mais pessoas tenham acesso à um imóvel próprio, principalmente com as mudanças recentes no financiamento “Minha Casa, Minha Vida”. No entanto, penso que esta categoria tende a se estagnar conforme o tempo. A nossa região está carente de condomínios horizontais de médio porte e aposto nesta tendência em um futuro próximo.

No caso da Beto Imóveis, qual é o perfil dos clientes?
Eles estão bem divididos na região e por categoria. Temos muitos clientes em Itu, Indaiatuba, Salto, Porto Feliz, Sorocaba e no também no litoral.

Qual é a história da imobiliária?
Eu trabalhei por 11 anos em uma imobiliária chamada M Imóveis. Desta experiência surgiu a ideia de constituir um negócio próprio. Foi quando me associei ao Oswaldo em 13 de março de 1995, ou seja, estamos próximos de completar 22 anos. Como éramos jovens na época tentamos nadar sozinhos e conseguimos. Temos uma grande quantidade de amigos que nos ajudaram. Quando abrimos a imobiliária, eles vieram com a gente, nos ajudando e indicando novos clientes. Cada pessoa que faz negócio com a gente acaba virando um amigo e assim vamos formando os negócios e um quadro de amizades.

Na sua opinião, qual a importância da formação dos profissionais do mercado imobiliário?
Hoje temos que nos preocupar muito com o profissional que você vai negociar. Vender um imóvel não é só mostrar o imóvel. Você precisa analisar o cliente, entender completamente a demanda dele e indicar o imóvel que tenha estas características, que seja um imóvel sem vícios e principalmente que a documentação esteja em ordem. Pode acontecer de um corretor ter a ciência de que o imóvel possua alguma particularidade negativa e não informe o cliente, por exemplo, isso acaba prejudicando todos os profissionais sérios do mercado.

%d blogueiros gostam disto: