Construir ou reformar sem sofrimento

Para executar uma boa reforma ou construção, minimizando ao máximo os possíveis problemas, é necessário que seja feito um bom planejamento. De acordo com Mauricio Valente Filho (diretor comercial), e Marco Terreram (diretor de obras), ambos da construtora Lume Construções e Serviços,  o segredo é ter o respaldo de profissionais qualificados e de confiança, partindo sempre de um bom projeto; acompanhamento integral da execução da obra; organização financeira, tanto para a contratação de mão de obra, quanto para o fornecimento de materiais; cronograma de etapas; gestão de pessoas, entre outros itens, independente se for a construção do alicerce ou uma pequena reforma.

“Costumamos dizer que qualquer pessoa pode realizar uma obra, mas entregá-la dentro dos prazos, com bons acabamentos, fornecedores pagos em dia e materiais de qualidade, tem que ser um profissional organizado, responsável e comprometido. Gerir uma obra demanda tempo, custos e responsabilidade. Por isso, o conselho que podemos dar é que planeje a sua logística durante os serviços e contrate um bom profissional de Arquitetura”, orienta Maurício.

Além disso, ele explica que o ideal é contratar uma empresa para a execução, que se responsabilize por tudo, bem como pela escolha de profissionais qualificados para cada etapa; pela compra de materiais; pagamentos em dia; cronograma físico da execução; acompanhamento dos serviços; que tenha compromisso com prazo de entrega e que, desta forma, o cliente tenha tranquilidade e segurança.

De acordo com Maurício e Marco, uma obra sem gerenciamento, preços mais baixos, profissionais desqualificados, desperdícios de materiais, retrabalhos, sujeira, desorganização, geram muitos problemas, estresse, brigas e o desprazer de construir ou reformar. “É aquela velha história: o barato sai caro”, completam.


Dicas para comprar materiais de construção

6acc0f803776f5d3f7389ed28cb7e260c9301763b3d0e984089f18c57cb3b25d

A seguir, confira algumas recomendações para comprar materiais de construção com segurança, sem ter prejuízos ou dores de cabeça:

Identificar produtos fora de linha: É preciso ter muita atenção e cuidado na hora de comprar materiais como pisos, azulejos e louças sanitárias, que saem de linha com frequência. Por este motivo, eles podem até ter um bom preço no mercado, mas é melhor não arriscar, pois caso seja necessário fazer a reposição, pode não existir materiais iguais ou semelhantes.

Analisar os produtos em promoção: Os produtos de ponta de estoque podem ser uma boa opção para economizar. Porém, algumas precauções devem ser tomadas, bem como verificar se a quantidade disponível faz parte do mesmo lote, pois diferentes lotes podem apresentar cores e tonalidades diferentes.

Verificar aspecto do produto em estoque: Confira também se o produto está em ordem, inteiro, na embalagem original, sem manchas, misturado. Peça para vê-lo no estoque ou depósito se for preciso. Se fizer negócio, exija que a loja separe e marque como já vendido os itens de estoque que você solicitou. Verifique ainda se o produto continua em linha de produção ou catálogo.

Entrega da mercadoria na obra: Sempre faça a conferência de todo o material, inclusive quantidades e valores. Caso esteja incorreto, não assine o recebimento nem aceite o produto, fazendo uma observação das irregularidades no verso da nota fiscal.

Compra de dispositivos elétricos: Ao consumir fusíveis, disjuntores, fios, cabos e interruptores, saiba que esses materiais devem conter o nome do fabricante, bem como a tensão (110 / 220 V) a que se destinam. As partes condutoras de energia elétrica devem ser de cobre ou liga de cobre, não podendo conter material ferroso.

Cimento e areia: Fique atento ao prazo de validade na embalagem do cimento, evitando compra-lo com muita antecedência, já que e comum esse material empedrar quando fica muito tempo guardado.

Tintas: Veja o prazo de validade e o tipo de tinta mais adequado para o local onde será utilizada. Consulte um especialista para saber a quantidade de tinta necessária. Verifique, anote e guarde o código da cor e da tonalidade para eventuais aquisições futuras.

Pisos e azulejos: É importante anotar as medidas dos locais onde serão usados os produtos. Comprove se na embalagem consta a metragem, ou seja, a área que pode ser coberta por aquela quantidade de peças. Confira o número do lote, que deve ser o mesmo em todas as caixas, evitando variações de cor ou tamanho.

Material hidráulico: Consulte um profissional especializado para saber quais são os produtos mais adequados para sua casa. Certifique-se de que as conexões adquiridas tenham a mesma espessura das tubulações, para evitar problemas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: